Guajará-Mirim confirma o primeiro caso da variante Delta do novo coronavírus

O caso registrado da variante em Guajará-Mirim é de uma mulher de 43 anos que disse não ter viajado ou atravessado a fronteira para a Bolívia.

 


A Prefeitura de Guajará-Mirim, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, recebeu nesta última segunda-feira, 6, a confirmação do primeiro caso da variante delta da Covid-19 no município. A paciente é uma mulher de 43 anos que já está curada.

 

Segundo a Semsau e Coordenação de Vigilância Epidemiológica de Guajará-Mirim, a paciente mora no município e relatou que não teria realizado viagem para outros município e estados e tão pouco cruzou a fronteira para Bolívia quando diagnosticado Covid-19. Os sintomas iniciaram no último dia 29 de julho, com dor de garganta, tosse e perda do olfato. A amostra coletada pleo método RTPCR foi realizado dia 03 de agosto. A mulher já havia tomada a primeira dose da vacina contra Covid Astrazeneca.

 

A Vigilância salientou em comunicado repassado a imprensa que primeiramente o resultado foi identificado pleo Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia (Lacen), e triadas usando o protocolo em tempo real para as variantes Alpha, Beta e Gamma (Naveca et al 2021). A partir dos resultados, a amostra considerada suspeita, foi encaminhada para Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Amazônia) e Instituto Adolfo Lutz, sendo submetida ao sequenciamento nucleotídico do genoma viral e analisadas pelas ferramentas de bioinformática Pangolin e Nextclade, onde a amostra foi confirmada para Delta VOC, a informação foi repassada na última segunda-feira as Secretarias Municipais de Saúde dos casos onde foram registrados: dois em Jaru, um em Ouro Preto do Oeste, um em Cacoal, um em Ariquemes, um em Porto Velho e um em Guajará-Mirim. A Secretaria de Estado da Saúde ainda informou que são 5 mulheres e dois homens com idades entre 23 e 60 anos. Dos 7 casos positivados, apenas uma mulher havia tomado as duas doses da vacina contra o coronavírus, quatro a primeira dose e dois não tomaram nenhuma dose.

 

O uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos corretamente ainda são eficaz e preventivas contra a Covid-19.

 

O jornal e site O Mamoré foi informado que a Coordenação de Vigilância do município está tomando as devidas recomendações:

Intensificar as Vigilâncias Ativas nos portos e rodoviárias no município;

Intensificar as campanhas de vacinação contra a COVID-19 para ampliação das coberturas vacinais no município do município de Guajará-Mirim;

Testagem oportuna com testes rápidos de antígenos e RT-PCR, rastreamento dos casos confirmados de COVID-19 e seus contatos;

Fortalecer as Vigilância epidemiológica do município;

Manutenção do protocolo geral de prevenção: medidas de distanciamento físico, medidas de higiene pessoal (uso de máscara e higiene das mãos), medidas de sanitização de ambientes;

Realizar comunicação efetiva com a população, garantindo o entendimento do risco e das medidas de prevenção;

Esclarecer os protocolos a serem seguidos, em casos de suspeita ou confirmação de COVID-19, bem como o cronograma de afastamento a ser seguido, nesses casos;

Reforçar a fiscalização para efetivo cumprimento das normas sanitárias vigentes e evitar possíveis aglomerações;

Preparar a rede de assistência para um possível aumento exponencial de casos de Covid-19 com a introdução e dominância da linhagem Delta em Guajará-Mirim, com a manutenção de leitos clínicos;

Monitorar os estoques de medicamentos e insumos utilizados, além de oxigênio;

Garantir a disponibilidade de Equipamentos de Proteção Individual para os profissionais de saúde.

Fonte: O MAMORÉ

                                                Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 

Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem