Projeto de fortalecimento da Resex Pacaás Novos envolve servidores e estudantes do IFRO

Professores e alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO),
 Campus Guajará-Mirim, participaram da execução da segunda etapa do projeto “Reestruturação do laboratório de Informática e capacitação para acesso à comunicação, formação inicial e empreendedorismo das comunidades residentes na Resex Rio Pacaás Novos”, aprovado através do Edital 14/2020/REIT-PROEX/IFRO de 1/10/2020. A atividade é realizada em parceria com a Coordenadoria de Unidades de Conservação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (CUC-Sedam)/Governo do Estado de Rondônia e Associação Primavera (Associação dos Moradores da Reserva Estadual Pacaás Novos). A ação ocorreu simultaneamente a outros projetos desenvolvidos por entidades parceiras da comunidade.
Do Campus Guajará-Mirim, participam os professores Geane Tavares e Valber Zacarkim, com os discentes Estefane Flores e Luíz Gabriel, do Curso Técnico em Informática.
Segundo o Relatório de Monitoramento da Sedam-RO de 2018, vivem na Resex 44 famílias, num total de 134 pessoas que estão distribuídas em 6 comunidades, sendo elas: Encrenca, Boa Vista, Santa Margarida, Santa Izabel, Nova Brasília e Noventa. As comunidades são formadas por antigos seringueiros, sendo maioria nascida no perímetro do município de Guajará-Mirim.
O principal objetivo do projeto do IFRO é o de reestruturar o laboratório de informática da Escola de Ensino Fundamental Professor João da Mata dos Santos, única da Resex. A ação visa a atender as necessidades de acesso à comunicação, formação inicial e empreendedorismo das comunidades residentes na Resex Rio Pacaás Novos.

Na terceira etapa do projeto, prevista para novembro de 2021, será ofertado um Curso de Formação Inicial de Noções Básicas de Informática, possibilitando à comunidade os conhecimentos necessários das principais ferramentas dos computadores. “Pretende-se que, por meio da reestruturação do laboratório de informática e da formação da comunidade residente, exista a contribuição para a compreensão do meio no qual está inserida a população, e que a comercialização de seus produtos impacte na qualidade de vida dessa região”, dizem os professores do projeto.

Ação conjunta
No projeto do IFRO foi realizada a reestruturação do laboratório de Informática. Ainda foi feito mutirão de reforma da Escola Professor João da Mata, que foi toda reformada estruturalmente (pintura, colocação de portas, pia, reboco de paredes, reforma de móveis e ambientação da sala de aula). Os computadores foram limpos, consertados, instalado softwares educacionais e organizados para acesso dos alunos da escola e também dos moradores da Resex, para acesso à informação e produção de conhecimento.
Concomitantemente foi executado o projeto “Luz para educação”, pelo Centro de Estudos Rio Terra em parceria com a Sedam e o Climate Group, com a implantação do sistema fotovoltaico na escola, gerando energia 100% renovável para uso dos computadores, de eletrodomésticos e iluminação.

Os parceiros do projeto passaram dez dias na escola Professor João da Mata, realizando a finalização da reforma, já iniciada pelos moradores das comunidades em conjunto com a direção da Escola Professor Salomão Silva, e reestruturando o Laboratório de Informática. Em 23/9 aconteceu a inauguração dos projetos executados e a entrega da escola reformada às comunidades da Resex, agora uma escola com energia sustentável, informatizada e ambientada com apoio dos parceiros.
O evento contou com a presença de representantes do Ministério do Meio Ambiente/Diretoria de Conservação Florestal e Serviços Ambientais, Clarisse Elisabeth; do Governo de Rondônia/Sepog-Guajará-Mirim, Coronel Flávio Desert; do Instituto Federal de Rondônia/Direção-Geral do Campus Guajará-Mirim, Marcos Barros; do Governo do Estado de Rondônia/Sedam, Secretário Marcílio Leite; da Coordenação de Unidades de Conservação, Fábio França; da Coordenação de Políticas Públicas e Governança Climática, Diogo Martins; da Assessoria de Governança Climática, Letícia Andrade; da Secretaria Municipal de Educação/Prefeitura de Guajará-Mirim, Lilimar Lemos; da Coordenação de Educação do Centro de Estudos Rio Terra; da vice-presidência da Associação Primavera e liderança da Comunidade Santa Margarida, Vanderlei dos Santos; mais moradores das comunidades da Resex Pacaás Novos.
“Assim, com espírito de esperança e fé foi concluída esta etapa do projeto, sabendo quão importante é a informação e a educação para o ser humano, quer seja na cidade ou nos locais mais longínquos da floresta, pois informação gera conhecimento, conhecimento gera sabedoria para viver com respeito em comunidade”, avaliam os integrantes do projeto do IFRO Campus Guajará-Mirim.
Fonte: Assessoria
                                                Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 

Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem