Polícias identificam assaltantes e recuperam parte do dinheiro levado de vítimas

Parte do dinheiro foi recuperado.


 Após três mulheres serem assaltadas em frente a um comércio no município de Guajará-Mirim/RO, policiais militares conseguiram apreender um rapaz e um menor de idade e policiais civis conseguiram recuperar parte do dinheiro e identificar o mentor do delito que usava menores.

De acordo com informações da Polícia Militar, as vítimas de 23 anos, 31 anos e 41 anos, aguardavam um comércio abrir suas portas na manhã desta quarta-feira, 23, na Avenida Constituição, no centro comercial de Guajará-Mirim. Momento que um veículo modelo Classic, de cor branca, placa NCM 8719 Porto Velho/RO, parou e saiu três rapazes, um carregando um facão, outro com uma faca grande e o terceiro de posse de duas facas se aproximaram das vítimas e anunciaram o assalto. Dois assaltantes encostaram a faca na cintura e uma na cabeça da vítima de 23 anos, ela tentou reagir para impedir que levassem sua bolsa a tira colo contendo seus documentos pessoais, a quantia aproximada de BS 5.3000 (bolivianos) e cerca de R$ 1.000,00, a vítima acabou sendo lesionada. A mulher de 41 anos, tinha na bolsa a quantia de BS 1.000 (bolivianos) e seus documentos pessoais, um dos rapazes chegou a puxar suas vestes, já que a alça da bolsa estava escondida, mesmo assim os assaltantes levaram a bolsa. As vítimas correram para pedir socorro e depararam com uma viatura do Exército Brasileiro passando naquele momento, elas foram atendidas e passaram a perseguir o carro Classic, enquanto uma outra vítima aguardava a chegada da viatura da Polícia Militar. Na casa situada no final da Avenida Costa Marques, bairro Triângulo, os policiais localizaram o carro abandonado, e um dos assaltantes foi reconhecido sendo Mateus Souza, de 20 anos. Ele confessou que o seu comparsa tratava-se de um menor de 17 anos de idade e que o outro ele não conhecia. Após um policial militar permanecer de campana aguardando o retorno do menor, foi possível apreender o mesmo minutos depois.

O dinheiro foi localizado pelos policiais civis em uma gaveta da cômoda da avó do menor de idade

A dupla foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil, onde policiais civis do Serviço de Investigação, Vigilância e Captura (Sevic) ao interrogar o menor de idade, que estava acompanhado de sua mãe e um advogado, apontou a residência de sua avó, uma indígena e que estava se curando da Covid-19, ainda debilitada. Com ela foi encontrado parte do dinheiro roubado, a avó não foi conduzida a Delegacia devido seu estado de saúde.

 

Mateus e o menor de idade confessaram que o mentor do assalto foi Maicon Querino Veiga, vulgo “Loro”, conhecido no meio policial. Ele teria dado o sinal para Mateus e outros menores de idade que estavam no carro de propriedade do pai de Mateus. Afirmou que todos realizaram o assalto fazendo uso de objetos cortantes, após a fuga deixou os menores em frente a uma Distribuidora no final da Avenida Constituição, no bairro Triângulo, chegou ainda a repassar a quantia de BS 1.410 (bolivianos) para “Loro” e a sua parte pela participação recebeu dentro do carro. Os policiais civis chegaram a ir até a residência de “Loro” e comunicado a esposa do mesmo que ele deveria comparecer a Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos. Enquanto as investigações seguiam durante o dia desta terça-feira, familiares de Mateus receberam BS 1.000 (bolivianos) das mãos de um sobrinho de “Loro”, a mando do mesmo. Ao total foram recuperados BS 2.510 (bolivianos), mas as investigações continuam na tentativa de recuperar o dinheiro das vítimas.  

Fonte: O MAMORÉ


Polo Guajará-Mirim:

Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues

(69) 3541-5375



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem