Coveira é alvo de ladrões pela 2ª vez em uma semana em Guajará-Mirim

Outro problema no Cemitério Santa Cruz surgiu com a pandemia da Covid-19, pois sem uma ala específica para enterrar os mortos pela doença, os coveiros

 

Coveira é furtada dentro de cemitério de Guajará-Mirim
Uma coveira do Cemitério Santa Cruz, em Guajará-Mirim (RO), teve as ferramentas de trabalho furtadas no último fim de semana. Segundo a vítima, o crime acontece com frequência, há poucos dias ela teve a bicicleta furtada de dentro do cemitério enquanto trabalhava.

 

De acordo com sepultadores, a falta de segurança no local preocupa. O cemitério é usado como ponto de encontro para usuários de drogas e há casos em que os usuários de entorpecentes usam os jazigos como banheiros.

 

Além da falta de segurança, outro problema surgiu com a pandemia da Covid-19: sem uma ala específica para enterrar os mortos pela doença, os coveiros têm que sepultar as pessoas em covas abandonadas.

 

O Santa Cruz é o único cemitério da Zona Urbana da cidade e é o mais antigo de Guajará, feito durante a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. Cerca de 15 mil corpos estão enterrados no local.

 

Sobre a falta de segurança no cemitério, a Prefeitura informou que alguns dos vigilantes estão afastados por possuírem comorbidades. Mas declarou que já está fazendo levantamento do quadro para a contratação de novos profissionais.


Fonte: G1




Vagas abertas para a segunda turma de Enfermagem!

Polo Guajará-Mirim:

Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues

(69) 3541-5375


Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. Confira nossas redes sociais: 

Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem