Indígenas ocupam prédio da FUNAI em Guajará-Mirim

Os manifestantes afirmam que não tem prazo para se retirarem, a não ser que sejam atendidos.


Indígenas representando as 49 aldeias instaladas no município de Guajará-Mirim/RO e Nova Mamoré/RO se uniram e no início da tarde desta terça-feira, 13, ocuparam o prédio da Fundação Nacional do Índio, localizado a Avenida Constituição, no centro do município.

A reportagem do jornal e site O Mamoré acompanhou um manifesto durante a manhã, após não serem atendidos os indígenas resolveram tomar conta do prédio. De acordo com o ex-vereador e uma das lideranças indígenas do manifesto, Gilmar Augusto Oro Não, os manifestantes cobram incentivo a agricultura e pedem a exoneração do coordenador da Funai local, Euro Ferreira Guedes. 

Na última quinta-feira, 08, indígenas da aldeia Rio Negro Ocaia, localizada as margens do Rio Pacaás Novos, cerca de 4 horas de barco da área urbana do município, deterem a saída de três funcionários da Funai quando ali estiveram. Os indígenas cobravam a presença do Presidente da Funai, em Brasília, Marcelo Augusto Xavier da Silva, para atender reivindicações. A reportagem do jornal e site O Mamoré foi informado que os indígenas estão insatisfeitos com a coordenação local, exigindo a exoneração do coordenador, também a falta de incentivo agrícola e as condições do escoamento da produção, lembrando que desde a época do trágico acidente na BR Isaac Bennesby (BR-425) de vários indígenas, até hoje a promessa da Funai não foi cumprida.

Os manifestantes afirmaram ao O Mamoré que não tem prazo para se retirarem do prédio, a não ser que sejam atendidos.

Fonte: O MAMORÉ

                                                Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 

Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\



Postagem Anterior Próxima Postagem