Jornal O Mamoré
GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

Coluna Almanaque: CONVERSAS DO COTIDIANO

 


Por Fábio Marques

Hoje em dia quando se conversa com pessoas de todos os estratos sociais, desde o vendedor de pescados no Mercado Municipal até o Promotor de Justiça, o assunto quase sempre descamba para a política. E falando em política, é fácil constatar o quanto os cidadãos andam perdidos, quase sem rumo, sem saberem o que fazer frente a tantos esquemas com que se deparam todos os dias na televisão. É como se todas as cadeias e seus hóspedes tivessem toda a liberdade para assaltar quem quisessem e como quisessem. Então os cidadãos de bem ficam à mercê dos bandidos de terno e gravata sem terem a quem pedirem socorro neste pântano de armações. Deprime constatar que o Brasil se transformou neste barco à deriva à procura de um porto seguro.
##########
Também é com grande comoção que me vejo obrigado a ter de falar sobre as coisas que tenho ouvido a respeito do que ocorre na política municipal. Meu intuito aqui é mostrar de forma imparcial e sem destemor a podridão da política que hoje empesta nossa cidade e fazer com que o povo possa enxergar com clareza o que de fato ocorre nos conchavos dos balcões de negócios e das vísceras expostas nos matadouros das ameaças pessoais às posições contrárias. Quando falo em nome do povo, estou falando do povo humilde e ingênuo que se deixa ludibriar por alguns tipos políticos e puxa sacos que também são cúmplices da nojeira que mancha de vergonha e aleija de morte a história de Guajará-Mirim no contexto regional.
##########
É por esta razão que coloco em distinção o furdunço político, da população honesta que hoje se encontra refém ante este estado de coisas que são obrigadas a conviver. Não dá mais para aceitar que o deboche dos escrotos continue agindo quando as provas são visíveis de que a falta de ética e responsabilidade com o que é público não tem limites e nem respeito com a cidade e muito menos com os cidadãos.
##########
Não há como contestar o fato de que muitas lojas no centro comercial fecharam as portas após a implosão da Área de Livre Comércio no início dos anos 2000. Mas hoje a maioria dos imóveis estão ocupados. Fora os pontos comerciais que estão sendo lançados e que devagar vão sendo locados. As vendas aumentam, o dinheiro está correndo outra vez no centro da cidade. O comércio está voltando a ter potencial. Empresas que apostaram neste potencial estão fazendo o mercado aquecer e levando outras empresas que vieram no rebojo a também faturar gerando riqueza, empregos, renda e causando um impacto positivo na qualidade de vida da cidade. Agora imagine este potencial com uma administração voltada para o desenvolvimento e a qualidade de vida de Guajará-Mirim...
##########
Sentenças: Faleceu na semana passada o guru de Messias Bolsonaro, professor Olavo de Carvalho. Considerado como um imbecil por todos os filósofos, Olavo de Carvalho também era tido como um filósofo por todos os imbecis.
##########
Por hoje é só. Uma ótima semana a todos!
*O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Mamoré não tem responsabilidade legal pela "opinião", que é exclusiva do autor.







                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem