Jornal O Mamoré
GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

TREINAMENTO: Agentes e auxiliares de trânsito da regional de Guajará-Mirim são treinados para atuarem na operação Lei Seca

Agentes e auxiliares são treinados para atuarem na operação Lei Seca

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) Rondônia por meio da Diretoria de Fiscalização e Ações de Trânsito (Dtfat) investiu em equipamentos tecnológicos e mudou os modos operacionais da Operação Lei Seca Presente (OLS), dando mais dinamismo e eficiência aos trabalhos da OLS e o treinamento dos agentes e auxiliares de trânsito faz parte desse processo de modernização dos trabalhos.

Segundo o diretor de fiscalização e Ações de Trânsito e coordenador da Operação Lei Seca em Rondônia, Welton Roney Nunes Ribeiro o treinamento teve início em Porto Velho no dia 14 de janeiro, onde mais de 40 agentes e auxiliares de trânsito fizeram o treinamento com aulas práticas de abordagens e todos os procedimentos que acontecem durante a realização da operação Lei Seca e ao final é feito uma simulação de como montar uma operação em um determinado ponto da cidade, desmontá-la e montá-la em um segundo ponto.

O treinamento oferece aulas teóricas e práticas

“A operação Lei Seca Presente está muito mais dinâmica e eficiente, nos novos moldes de trabalho, alternando pontos de fiscalização em várias regiões da cidade”, afirmou coordenador.

Segundo o coordenador da Lei Seca com as alterações implantadas a operação Lei Seca passou a ter resultados são mais eficientes no sentido de retirar das ruas motoristas que insistem em dirigir após ingerir bebida alcoólica. “Isso mostra a importância dos agentes de trânsito estarem qualificados em todas as funções que compõe a operação Lei Seca, como operar o etilômetro; setor de estatística; abordagens , enfim desde a abordagem ao usuário até o desfecho final do atendimento, independente do resultado ter dado crime de trânsito ou não”, afirmou Ribeiro.

Além de agentes e auxiliares estarem aptos a atuarem em todas as funções da OLS, quatro agentes de trânsito por operação são escalados para acompanhar as abordagens, realização dos testes de etilômetros e, em caso de crime, responsáveis pela condução na central de polícia para as medidas que a justiça requer.

São quatro agentes de trânsito que trabalham em duplas em horários diferenciados. O condutor ao fazer o teste do etilômetro e der concentração acima de 0,33 mg de álcool por litro de ar expelido, fica caracterizado crime de trânsito por dirigir sob influência de bebida alcoólica, ou em caso de recusa com lavratura de Termo de Constatação de um conjunto de sintomas, “nesses casos os agentes de trânsito conduz o motorista até a Central de Polícia para relatar todos os fatos presenciados por eles durante a abordagem desse condutor”, explicou o coordenador da Lei Seca.

A coordenadora de Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), Samia de Lima Almeida explicou que o treinamento foi dividido em módulos e o conteúdo vai desde a abordagem, como, manuseio correto do etilômetro, utilização e higienização do aparelho, manual do usuário, onde foi abordada a forma correta de tratar o cidadão durante a abordagem.

Outro tema bastante debatido foi a Central de Consultas do Sistema de pesquisa da autarquia Detrannet, controle de abordagens de veículos nas baias, preenchimento correto do Auto de Infração de Trânsito (AIT), além de conhecimentos e interpretações das leis que compõe o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O treinamento foi realizado em todas as regionais do Detran Rondônia. Começando por Vilhena, Cacoal, Ji-Paraná, Ariquemes e concluindo em Guajará Mirim. O treinamento contou com a colaboração também do auxiliar em fiscalização de trânsito, Joe Araújo dos Santos e do agente de trânsito, Johelyton Hartmann Saldanha que revezaram nas aulas teóricas e práticas.

Fonte: Secom/RO








                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem