GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

Coluna Almanaque: HONRA AO MÉRITO

 


Por Fábio Marques

Morando em Guajará-Mirim desde 1998, quando nesta cidade aportou por ocasião da instalação da Distribuidora Coimbra, empresa a qual trabalhou como gerente comercial, o empresário Virgílio Gomes rápido conseguiu enxergar que o comércio de fronteira tinha precisão de se renovar a fim de atender as demandas que se apresentavam no contexto da evolução social e econômica, desde a qualidade dos produtos até a prestação dos serviços, de modo a ampliar a satisfação dos clientes.
Nascido em São Paulo, Virgílio reside desde 1970 em Rondônia. Ainda na adolescência começou a trabalhar no comércio com os pais, profissão que abraçou e que até hoje não se desgruda de sua alma. Com a chegada da empresa Coimbra na cidade, conseguiu derrubar um círculo vicioso de controle e proteção às formas comerciais antiquadas de fronteira que atuava há décadas e que impedia a absorção de maiores volumes para exportação.
Apesar de ter sofrido algumas formas de embargo ou obstrução por parte de donos de empresas locais no início da apoteose de seus negócios na cidade, não há como discordar que as mudanças no ritmo do comércio, os incrementos nos negócios de exportação e os diálogos responsáveis para a obtenção de novas relações binacionais, resultou de seu esforço pessoal.
Após dez anos a frente da Distribuidora Coimbra, resolveu investir na construção de uma empresa própria com estrutura e logística de impactos colossais: A MS Distribuidora de Alimentos. Com um quadro funcional que abriga mais de 160 funcionários, entre pessoal da recepção, Recursos Humanos, setor contábil, informática, vendas, balconistas, cargas e descargas, motoristas e vigilantes, a MS trabalha com alimentos, eletrodomésticos, produtos para pecuária, nutrição animal, câmaras frias, instalações para supermercados ou mercantis, bicicletas, camas, colchões e utensílios domésticos. Possui também uma frota de transportes que hoje está contando com 12 carretas e 32 caminhões.

Numa época de total estagnação comercial como a que ocorreu em 2014, por conta da enchente que isolou Guajará-Mirim do restante do país, Virgílio Gomes conseguiu sobrepor os negócios de sua empresa aos efeitos adversos e ao conjunto das circunstâncias contrárias. Enquanto a maioria das empresas mandavam embora seus empregados, não só manteve seus agentes de serviço como contratou mais gente para completar seu estafe de trabalho dando mais perspectivas de melhores condições na vida de muitas pessoas.
Não há dúvidas de que o cidadão Virgílio Gomes desempenha um papel social insubstituível no que se refere ao fomento do progresso de Guajará-Mirim. Dinamiza a economia, incrementa os negócios e mobiliza os serviços na cidade fazendo elevar o estoque de mão de obra. Garante vida digna para muitas famílias através da geração de renda e bem-estar social. Transmite felicidade. Muito louvável seu esforço em investir num futuro mais próspero para a cidade. Sua linha de atuação deveria adentrar para os anais da história municipal.
Casado com a senhora Valdina Pereira, pai de duas filhas e avô de quatro netos, Virgílio Gomes é uma pessoa íntegra e honesta que merece todo o carinho e toda a confiança da população guajaramirense.´

*O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Mamoré não tem responsabilidade legal pela "opinião", que é exclusiva do autor.







                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Rádio Comunitária FM
On line


Mistura Forrozeira
Apresentação Didi
Ana Soto, Lora Seluir e outras 19 pessoas

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem