Rondoniense campeã nacional de fisiculturismo, Alfreda Acioly diz que está curada da Covid-19

Alfreda Acioly, campeã brasileira do Bikini model 2018 relata como foi a quarentena da Covid, no interior de Rondônia.
Alfreda Acioly, campeã nacional de fisiculturismo, que mora na localidade de Jacy Paraná, distrito de Porto Velho, em Rondônia afirmou que está curada da Covid-19. Segundo ela, foram dias muito difíceis. 
- Quando recebi o teste de positivo da Covid, levei um susto, fiquei com medo de morrer, exclamou a atleta.

Ela conta que a febre judiou bastante e foram sete dias com sintomas mais duros. A atleta se manteve isolada para não contaminar outras pessoas, e foi mais forte que a doença. Agora os momentos de angústia ficaram só memória.

- Imagine só, eu como atleta, que tenho uma imunidade e uma boa alimentação, tomo minhas vitaminas, senti o quanto essa doença é cruel, imagine outras pessoas, afirma Alfreda.

Ela não esquece o apoio recebido para que permanecesse em casa e cumprisse os protocolos da quarentena, conforme a recomendação das autoridades de saúde. E segue já pensando em retornar aos treinos de forma gradativa.

De recado, Alfreda Acioly aconselha para que as pessoas fiquem em casa se puderem, neste momento de isolamento social.

- Precisamos pensar no próximo. Evitar que o vírus chegue até as outras pessoas, não podemos levar, isso está matando. Vamos ter força e fé e tudo vai passar para voltarmos à vida normal, finaliza Alfreda Acioly, em entrevista à reportagem da Rede Amazônica.


Com a pandemia mundial do novo coronavírus todas as competições em modalidades diversas foram suspensas e outras canceladas, como os Jogos Olímpicos, do Japão. No fisiculturismo a realidade não tem sido diferente. Para evitar aglomerações e frear a proliferação do vírus, as academias de ginástica foram fechadas por determinação das autoridades de saúde.

Em Jacy Paraná, Alfreda Acioly busca alternativas num cenário com muito verde e espelho de água para não perder a forma física, até que tudo passe e possa voltar as competições.

A preparação física é de causar inveja em muita gente. Alfreda Acioly vive para a malhação. Cumpre uma rotina de treinos diários e não é só isso, a alimentação também é voltada para a prática do esporte, o fisiculturismo.

É um esporte caro. Demanda o uso de horas de academia de ginástica, compra de nutrientes vitamínicos voltados a manutenção do corpo, que é ferramenta para as apresentações nas competições pelo Brasil e outros países.

Só com os treinos e alimentação são gastos um alto valor mensal, que varia conforme a competição. Daí a necessidade de ter bons patrocínios, fazer apresentações, desfilar e gravar comerciais de lojas da moda fitness.

Campeã Brasileira Bikini Model 2018
A maior conquista foi há dois anos. Se apresentando em Florianópolis, SC, a fisiculturista de Rondônia sagrou-se campeã Brasileira do Bikini Model 2018.


Campeã Brasileira já no segundo ano de competições, a primeira foi em 2017. Nada mal para um início de carreira de uma mulher atleta do interior da Amazônia, que superou e supera todas as adversidades para conquistar um cobiçado lugar de destaque no fisiculturismo do Brasil e do continente.

Top 3 Sul-americano
Foi no mesmo ano da conquista do Brasileiro, que Alfreda Acioly quase ganhou o Sul-americano 2018, realizado em Curitiba. A atleta de Rondônia foi a terceira melhor no ranking da América do Sul.

No início deste ano, disputou o sul-americano em Lima, no Peru e obteve novamente a terceira colocação. São dois anos consecutivos como Top 3 da América.

Rondoniense
A atleta Alfreda Acioly, nasceu em Vila Murtinho, localidade histórica, de Nova Mamoré, interior de Rondônia. O lugar era uma das estações de paragens da Maria Fumaça, o trem da lendária Estrada de Ferro Madeira Mamoré, construída no início do século passado para o transporte da borracha.

Os pais de Alfreda vivem até hoje em Vila Murtinho. Lugar que a atleta busca refúgio sempre que pode, pois encontra muita tranquilidade, acolhida da família e um cenário rico para novos posts fotográficos.

Fonte: Globo esporte

Creme de café para tomar com leite ou água quente, potes de 500 ml.
Café cremosoCafé cremoso fitCappuccino e tradicional.
Tome no conforto de sua casa. Encomendas pelos telefones: 9 8429-5200 e 9 8494-1558 com Tácia ou Carlinhos.



Unopar Guajará-Mirim
Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.

Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293

Postagem Anterior Próxima Postagem