Membros da comissão do Movimento Guajará pela Vida participam de reunião na Câmara de Vereadores

                                                               Comissão durante reunião
U
ma comissão do Movimento Guajará pela Vida, que realizaram manifesto na última sexta-feira, 16, foi convidada pela Presidência da Câmara de Vereadores para uma reunião. O encontro ocorreu na quarta-feira, 21, estiveram presentes os vereadores: Presidente João Wanderley, Alexandre Melo, Carlos Alberto (o Robertinho), Raimundo Barroso, Alexandro Santos e Francisco Oro. Os vereadores Rivan Eguez e Elias Crispin encaminharam seus assessores. O vereador Romerito Pereira devido a compromissos previamente assumidos chegou ao final da reunião para ficar a par da situação e se mostrou sensível ao pleito.

A comissão Representando o movimento Guajará pela Vida: Ademar Scheidt, Dr. André Cunha, Jamilson Vasques, Kika Ponciano, Eleoneth Serra, Rassene Nunes, Sandra Reis e Tácio Gomes.
Durante manifestação em frente ao Poder Legislativo no dia 16/04

Pauta
O Movimento levou a pauta de reivindicações que havia sido entregue na sexta-feira dia (16/04/2021) para a Presidência do Legislativo Municipal a qual os vereadores presentes queriam ouvir no que poderiam ajudar.

Quando foi feita a fala por um membro do movimento solicitando que os 13 vereadores em conjunto cobrem do Executivo Municipal a Gestão Plena da Saúde no município, tendo em vista que muitos entraves estão acontecendo na compra de medicamentos e na prestação de serviços pelos profissionais de saúde municipais devido a interferência do Palácio Pérola dentro da secretaria municipal de saúde e do Hospital Regional Perpétuo Socorro. Em função dessa interferência, os profissionais estão desmotivados, sem condições e insumos mínimos para trabalharem, bem como constantemente tem faltado medicamentos para a atenção básica, para o Hospital Regional e para o Hospital do COVID. Os servidores da Saúde Municipal em virtude da falta de gestão, estão Desmotivados e sem condições físicas e psicológicas por falta de estrutura para atender os pacientes pois no Hospital falta, medicamentos e insumos.

Os vereadores presentes colocaram a disposição da população para acompanhar e fiscalizar a execução da saúde no município.

O movimento Guajará pela Vida levou ainda aos vereadores presentes e assessores a necessidade de ser feito com urgência o Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS) de todos os servidores municipais (com exceção dos servidores da educação que já possuem PCCS, pois isso está impactando diretamente na permanência dos servidores, em especial os da saúde.

Foi solicitado ainda que o Legislativo Municipal em conjunto com os 13 vereadores acompanhem e cobrem a elaboração e implementação do Plano Diretor Municipal, pois isso ajudaria muito a aumentar a arrecadação própria do município de Guajará-Mirim.

Os membros da Comissão foram informados pela Presidência da Câmara que a prefeita de Guajará-Mirim foi convidada a prestar esclarecimentos na sessão ordinária da Câmara no dia 26 de abril. Em atenção a essa fala do presidente o Movimento Guajará pela Vida deixou claro que aguardará até segunda-feira, 26, o posicionamento da prefeita, pois até o presente momento a mesma não marcou reunião ou se manifestou frente às demandas entregues ao Sub Procurador Marlucio Lima Paes no dia 16 de abril, o qual ficou de marcar uma reunião da prefeita e secretários com os representantes do movimento. Ainda no aguardo de manifestação da prefeita, mas já adiantando os trâmites, a comissão encaminhou ao Ministério Público Estadual algumas denúncias e solicitações de apoio à saúde de Guajará-Mirim. Tal material encaminhado ao Ministério Público está ancorado por um abaixo assinado da população de Guajará-Mirim.

Fonte: O MAMORÉ com informações Assessoria





Postagem Anterior Próxima Postagem