Caminhonete fruto de ocorrência de latrocínio é localizada em Guajará-Mirim por policiais do 6º BPM

O veículo foi encontrado em Guajará-Mirim e ninguém foi preso.

A caminhonete foi localizada abandonada no bairro Planalto, em Guajará-Mirim
Uma caminhonete Ford Ranger, envolvida em uma ocorrência de latrocínio (roubo seguido de morte), no Distrito de Abunã, Porto Velho/RO, foi localizada por policiais lotados no 6º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira, na noite deste sábado 11, em Guajará-Mirim/RO.

 

O jornal e site O Mamoré obteve informações que a Central de Operações do 6º BPM recebeu uma denúncia apontando o bairro Planalto como local onde foi visto uma caminhonete abandonada. No final da Avenida Marcílio Dias com Almerindo Ribeiro dos Santos, uma Rádio Patrulha localizou abandonado o veículo modelo Ranger, de cor branca, placa QTJ 3B87, de Jaru. Ao averiguar a situação do veículo a Central do 6º BPM recebeu informações da 3ª CIA de Polícia Militar, em Nova Mamoré, que o veículo recuperado trata-se de ocorrência de latrocínio, onde a ocorrência ainda estava sendo confeccionada. O veículo foi removido pelo reboque da 1ª Ciretran até o pátio do Denarc, pois na carroceria havia carga.

 

Latrocínio

Simeria, vítima de latrocínio (Imagem redes sociais)

O Mamoré obteve informações que uma guarnição da Polícia Militar recebeu via WhatsApp a notícia que um homem foi vítima de roubo e possivelmente sua esposa estaria morta no local do crime. NA BR 425, próximo a Vila da Penha, Distrito de Abunã, neste sábado, 11, os policiais foram ao local e encontraram o homem de 55 anos, este relatou o ocorrido e levou os policiais até o local do roubo. Disse que ele e sua esposa Simeria Feliciano, de 44 anos, transitavam pela rodovia com a caminhonete Ranger sentido Vila da Penha/entroncamento, ao parar o carro para fazer necessidades fisiológicas um carro modelo Pick, de cor branca, estacionou e dois homens encapuzados desceram do veículo e disseram: “Perdeu! Perdeu! Entrega a chave”. O homem disse que foram obrigados a entrar na mata, foram agredidos e suas mãos foram amarradas para trás. Enquanto os criminosos exigiam a chave de ignição de Simeria e ela se negava a entregar, aproveitou para se soltar e correr dentro da mata. Ele disse que chegou a ouvir disparos de arma de fogo e o carro usados pelos criminosos e a caminhonete seguindo sentido município de Nova Mamoré. Ao retornar a BR pediu carona até a Vila da Penha. O corpo da vítima foi removido ao IML, de Porto Velho.


O caso agora passa a ser investigado pela Polícia Civil.

 Fonte: O MAMORÉ

                                                Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 

Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem