GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

Deputado Dr. Neidson chama atenção para dificuldades enfrentadas pelo Hospital Santa Marcelina por falta de repasse do Governo


Na sessão desta terça-feira (14), na Assembleia Legislativa, o deputado Dr. Neidson (PMN) falou sobre reclamações referente ao Hospital Santa Marcelina, em Porto Velho. De acordo com o parlamentar, vários representantes da unidade de saúde comentaram sobre os repasses e pagamentos que o Governo, em específico, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) não estaria fazendo ao hospital.

O parlamentar informou que recebeu, do Hospital Santa Marcelina, uma tabela com os valores faturados do Sistema Único de Saúde (SUS), um total de, aproximadamente, R$ 16 milhões.

“E o Estado está devendo ao hospital, desde julho deste ano, um valor de mais de R$ 7,5 milhões que deveriam. Em mesmo diante dessa situação, temos visto que o secretário da Sesau, Fernando Máximo, vem realizando algumas divulgações na internet, entregando cadeiras de rodas por meio do Hospital Marcelina. Ou seja, estão se autopromovendo em cima do Santa Marcelina sem pagarem o que devem ao hospital”, ressaltou Dr. Neidson.

De acordo com o deputado, atualmente, o Hospital Santa Marcelina está passando por dificuldades. Segundo ele, a unidade, só não cortou a alimentação porque receberam a doação de cestas básicas que chegaram a um total de quatro toneladas de alimentos doados.

“Sendo assim, queremos solicitar ao secretário da Sesau, que dê uma atenção especial ao Hospital Santa Marcelina. Estamos vendo cirurgias eletivas que estão fazendo chamamento público para outras empresas, sendo que o Santa Marcelina pode ter os leitos, desde que sejam liberados pela Sesau realizar essas cirurgias. Para quê dificultar uma coisa que pode sair mais barato, que é a liberação de leitos. É praticamente a metade do preço. Infelizmente, sinto que desde o início do meu mandato, parece que o Governo está sempre travando as coisas que são para o Santa Marcelina. Então esperamos que o Estado tome providências para resolver estas questões, o quanto antes”, destacou Dr. Neidson.

Operação Sorriso
Segundo o parlamentar, a Operação Sorriso, projeto voluntário desenvolvido pelo Governo para operar gratuitamente crianças e adultos com lábio leporino e fenda palatina, não seria realizado no Hospital Marcelina se o assunto não tivesse sido debatido entre os deputados na Assembleia Legislativa.

“Na verdade, iríamos perder as cirurgias, então, mais uma vez, que o Executivo possa olhar com mais atenção para o Hospital Santa Marcelina”, concluiu o deputado.

Texto: Juliana Martins-ALE/RO

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem