Sustentabilidade - Projeto leva energia de fonte limpa e renovável para a Resex Pacaás Novos

O Sistema Fotovoltaico será instalado na única escola da Resex para substituir o atual modelo utilizado, um motor movido a diesel e de alto custo.


As ações de implantação do projeto “Luz para Educação” que vai levar energia de fonte limpa e renovável para a única escola que atende os moradores das comunidades tradicionais da Reserva Extrativista Pacaás Novos, localizada no município de Guajará Mirim (RO), já começaram.

Na primeira fase, a educadora social que está a frente da execução do projeto pelo Centro de Estudos Rioterra, Quívia Silveira, o técnico da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (SEDAM), João Raphael Gomes, e um especialista em energia fotovoltaica, realizaram a vistoria técnica da estrutura elétrica da Escola Municipal João da Mata para identificar se o local tem capacidade para suportar o sistema fotovoltaico e colher informações para a elaboração do projeto técnico de energia solar no imóvel.

 “Identificamos que o imóvel já possuí estrutura elétrica adequada para receber o sistema fotovoltaico.  Agora o projeto de implantação das placas solares e rede de transmissão da energia para a escola será elaborado por especialistas e a previsão é de concluirmos a implantação do sistema nos próximos meses”, explicou Quívia.

Resex e o projeto

Na Resex vivem cerca de 26 famílias e a escola da comunidade, que é a única instalada em uma Resex em Rondônia, atende 17 alunos matriculados do 1º ao 4º ano do Ensino Fundamental.

O compromisso do Centro de Estudos Rioterra é instalar um Sistema de Energia Solar para substituir o modelo utilizado atualmente, um motor movido a diesel que além de poluente tem manutenção de elevado custo devido ao consumo de combustível.

Promover o conhecimento na comunidade sobre mudanças climáticas através de materiais educativos e da capacitação de 10 jovens sobre o processo de instalação e manutenção do sistema de energia solar também faz parte do projeto idealizado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e implementado pelo CES Rioterra com patrocínio do “Future Fund”, fundo capitaneado pela Coalizão Under2 e secretariado pelo The Climate Group, instituições sediadas na Inglaterra.

O Luz para a educação é um projeto alinhado com políticas internacionais sobre mudanças climáticas e será  executado de acordo com todos os protocolos de segurança contra a Covid 19.

Fonte: Assessoria
Postagem Anterior Próxima Postagem