“Tereza” e “bereu” são interceptados em presídio de Guajará-Mirim

A "tereza" chamou a atenção e foi localizado aparelho celular e bilhetes dentro do presídio.

 

Imagem ilustrativa

Por meio de câmeras de monitoramento foi possível interceptar uma “tereza” onde havia aparelho, celular, três “bereus” e chips com nome de apenados do pavilhão D, dentro da Casa de Detenção Masculina de Guajará-Mirim/RO.

 

No período da noite de sábado, 26, dentro do presídio masculino policiais penais realizavam monitoramento por pelas câmeras no corredor dos palhivões, quando foi visto no bloco D um invólucro em uma “tereza” (no presídio se diz uma corda improvisada, feita com lençóis amarrados), sendo puxado para o pavilhão A. Os policiais penais de plantão foram acionados a realizaram a revista no corredor e pavilhão D, encontrando o invólucro feito com uma esponja feita de colchão velho, contendo dentro um aparelho celular de cor preta com verde, sem chip;  um fone de ouvido de cor preta; um carregador de cor preta; uma embalagem plástica; um chip e três “bereus” (como é chamado pelos próprios presos um recado ou bilhete trocado entre eles), sem nomes, mas havia uma solicitação para a família D4. Os objetos apreendidos foram entregues ao comissariado de plantão da 1ª Delegacia de Polícia Civil. O caso está sendo investigado pela direção do presídio e agora pela Polícia Judiciária.

Fonte: O MAMORÉ

                                                Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 

Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem