GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

Programa “Prato Fácil” também vai atender em restaurantes credenciados em Ariquemes, Cacoal e Guajará-Mirim


O programa “Prato Fácil”, desde seu início em Porto Velho, já ofertou somente na Capital mais de 200 mil refeições diárias

A partir da próxima segunda-feira (7), pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica de Ariquemes, Cacoal e Guajará-Mirim, cadastradas no CadÚnico, poderão se alimentar de forma saudável e nutritiva, pagando R$ 2, em restaurantes privados credenciados à Rede “Prato Fácil”. A expansão do programa estadual para esses três municípios acontece oito meses após ser dado início ao atendimento nos cinco restaurantes credenciados em Porto Velho, onde já foram ofertadas mais de 200 mil refeições, uma média de 1.500 diárias.

O valor investido pelo Estado como contrapartida foi de R$ 1,5 milhão, oriundos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep).

Durante coletiva de imprensa, nesta sexta-feira (4), no Palácio Rio Madeira (PRM), em Porto Velho, o governador de Rondônia, Marcos Rocha, e a gestora da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), Luana Rocha, anunciaram oficialmente o início do atendimento nos municípios de Ariquemes, Cacoal e Guajará-Mirim. A estimativa é que cada município forneça 300 refeições diárias, que somadas às de Porto Velho serão 2.400 pessoas alimentadas diariamente.

O chefe do Poder Executivo, acompanhado da titular da Seas destacou as ações no eixo da assistência social

O governador Marcos Rocha declarou que o Governo de Rondônia continua promovendo grandes investimentos em ações sociais de benefício para a população do Estado. Ainda, pontuou que o “Prato Fácil” tem sido um sucesso em Porto Velho, onde foram mais de 200 mil refeições distribuídas aos beneficiários. “Estamos anunciando a expansão do programa “Prato Fácil” para mais municípios de Rondônia. É uma forma de inserção social para as pessoas que estão vulneráveis socialmente, dando acesso para que as pessoas façam suas refeições com qualidade, com baixo custo”, destaca.

A titular da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), Luana Rocha, ressaltou a importância da ação do Governo do Estado com a expansão do programa “Prato Fácil” em mais três municípios credenciados e que as pessoas que desejam ir a algum restaurante cadastrado no programa, devem estar cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico), do Governo Federal. “É um programa que atende a necessidade da população e estamos fazendo a ampliação dessa rede, levando refeições saudáveis. Cada município que adere ao programa, são mais pessoas sendo beneficiadas, como forma de incluir socialmente, além de mais investimentos do Estado sendo feitos”.

“PRATO FÁCIL”

O programa do Poder Executivo, idealizado pela Seas, tem por objetivo garantir refeições saudáveis, nutricionalmente balanceadas, por um valor acessível aos beneficiários e seus dependentes, enquanto o Governo complementa utilizando recursos do Fecoep.

Assim como na Capital, o atendimento acontecerá das 11 horas às 15 horas, de segunda a sexta-feira, com exceção dos feriados. Da mesma forma, as pessoas poderão optar pelo consumo no local ou levar para casa (modalidade para viagem). O cardápio variado inclui também uma fruta como sobremesa.

No caso de Ariquemes, aderiram ao “Prato Fácil” o Restaurante Come em Casa (da Odete) – Rua Florianópolis, nº 2331, Setor 03; Restaurante e Lanchonete Sabor Brasil – Rua Alameda do Ipê, 1432, Setor 01; e a Cantina da Ivone – Rua 12, nº 2067, Setor 03.

Em Cacoal, aderiu ao “Prato Fácil” o Restaurante Tia Dina – Avenida Cuiabá, nº 3033, Bairro Jardim Clodoaldo.

Já em Guajará-Mirim foram o Petisco Restaurante – Avenida 8 de Dezembro, nº 1493, Setor 02 e o Restaurante e Pizzaria Paradise – Avenida Leopoldo de Matos, nº 1748, Setor 02.


JI-PARANÁ E VILHENA

Além desses três municípios, o Edital de Chamamento Público  contemplou os municípios de Ji-Paraná e Vilhena. Como não houve adesão, foi dado novo prazo com a reabertura do edital, que está em fase de análise das propostas. A estimativa do Governo de Rondônia é que sejam investidos R$ 6,1 milhões na expansão do programa para atender a um maior número de pessoas cadastradas no CadÚnico, que até setembro de 2021 eram 684.756 em todo o Estado.

Podem se cadastrar, famílias que possuem renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo, renda mensal familiar total de até três salários ou renda acima dessas, mas que estejam vinculadas ou pleiteando algum programa ou benefício que utilize o Cadastro Único em suas concessões.

O cadastro é feito nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), mediante apresentação do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou Título de Eleitor do responsável pela família. Para os demais membros da família que ainda são dependentes pode ser qualquer documento de identificação.


PORTO VELHO

Para o mês de abril, está previsto o credenciamento de mais restaurantes para adesão ao “Prato Fácil” em Porto Velho, e a estimativa de refeições distribuídas será de 3.000 diárias, conforme anunciado pela titular da Seas, Luana Rocha. “Os restaurantes que não conseguiram o credenciamento no início do programa, terão a oportunidade de estarem participando mais uma vez, cumprindo todos os requisitos do edital e aderindo a rede, além de demais estabelecimentos interessados”, finaliza.

Fonte: Secom/RO








                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem