GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

Coluna Almanaque: ÉTICA VERSUS IMPRENSA DO FAZ-DE-CONTA


Por Fábio Marques

Levando-se em conta o poder de influência dos sítios de notícias na vida das pessoas e sabendo do potencial do site O Mamoré como referencial de informação na cidade, coisa que lhe denota importância no tocante à atuação no ramo da Imprensa, acredito que tudo depende da procura que cada vez mais se desgarra da corrupção dos valores que estão fazendo parte do roteiro de trabalho de outros veículos atuantes no mercado.
É de todos sabido que nunca tivemos tantos meios midiáticos. Por outro lado, também nunca tivemos notícia por estas paragens, da afoiteza de alguns membros deste segmento, pela procura por cargos, carreiras e salários de governos e instituições. A responsabilidade da Imprensa é fiscalizar todos os poderes e não se lambuzar em suas amarras. O Poder da Imprensa é infinito, daí a apreensão que muitos políticos tem, alguns chegando até ao cúmulo de procurar calar a mídia e, por infelicidade, alguns conseguem alcançar sucesso em suas más intenções.
É mister colocar em realce que a Imprensa funciona como uma empresa e como tal, é mantida por aqueles que anunciam nos devidos espaços de publicidade, entre eles, Prefeituras, Câmaras Municipais, Assembleias e Governo do Estado. Não obstante, acima de qualquer coisa, a Imprensa tem o acordo ético com o seu público de informar a verdade.
De extrema relevância também por parte da Imprensa é a excelência pela qualidade dos informes. A primazia pela qualidade da notícia hoje em Guajará-Mirim é um atributo a merecer louvores, do site O Mamoré que divulga as matérias pensando na responsabilidade e no respeito que tem pelo seu público. Por isto é que sua editoria procura evitar ao máximo os atropelos gramaticais comumente para lá de batidos em outros veículos. Sem técnicas de redação, domínio do português e leitura acerca de assuntos diversos, a tendência é que qualquer matéria acabe numa pobreza vocabular sofrível.
Outro mister: jornalismo de verdade é aquele que está direto na correria diária à procura da notícia e não aquele que aguarda que chegados lhes confidenciem através do Facebook ou do Whats app aquilo que desejam divulgar. Neste metié sou obrigado a tecer elogios à Minerva Soto, editora chefe deste veículo de noticias, que prefere sair para a caçada dos fatos do que esperar pelos produtos do abate.
A comunicação social é uma coisa muito séria para ficar na mão somente de jornalistas. A sociedade também tinha que tornar-se responsável. Uma das coisas que mais detesto é a censura. Aqui em Guajará-Mirim, já tive artigos de minha autoria mantidos sob censura por alguns sites da cidade que estavam em precisão de que as coisas não tomassem caminhos opostos aos seus objetivos e na errônea intenção de manterem os burros mais burros e os ignorantes mais ignorantes.
Em nome do site O Mamoré, gostaria de demonstrar minha indignação contra a ética duvidosa de alguns “gentlemans” da Imprensa que utilizam de seus meios, não para informar, mas sim para, de forma imoral e descarada, almejar “negócios futuros”.








                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem