GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

Secretário de saúde explica falta pontual de dipirona no HR


O secretario municipal de Saúde de Guajará-Mirim, Gilberto Alves, preocupado com a falta pontual do medicamento Dipirona no Hospital Regional Perpétuo Socorro, o que gerou críticas por parte de pessoas que pouco ou nada sabem acerca do assunto e que, ao fim e ao meio, buscam somente desestabilizar a gestão, numa vã tentativa de jogar a população contra o governo municipal para satisfazer seus egos repletos de ódio, esclarece a população sobre a falta pontual de medicamentos, que não é apenas em Guajará-Mirim, mas em todo o Brasil, como vem sendo divulgado em várias matérias jornalísticas a nível nacional. A falta é principalmente de dipirona, ocitocina e soros que são imprescindíveis no primeiro atendimento nas unidades hospitalares. Isso decorre da falta de insumos e embalagens para envasamento dos produtos. 

O secretário de Saúde, Gilberto Alves adianta que que secretaria não tem medido esforços para poder suprir os estoques com essas medicações, dentro da legalidade, no entanto, como pode ser verificado, o problema não é na aquisição, mas sim na entrega por parte dos fornecedores que estão solicitando cancelamento dos itens por não terem condições de atender, uma vez que as indústrias não tem matéria prima suficiente para atender a demanda.

Fonte: Assessoria








                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Rádio Comunitária FM
On line


Mistura Forrozeira
Apresentação Didi

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem