GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

'Abri mão de carreira no auge para viver minha verdade', diz mulher trans que foi cantora gospel

 

Jotta A

CRÉDITO,ARQUIVO PESSOAL

Legenda da foto,

Jotta A, de 24 anos, vive fase de descobertas após abandonar carreira gospel

Jotta A vivia o auge da carreira musical no meio gospel. Acumulava milhões de visualizações em seus vídeos em diversos países, tinha fã-clubes, já havia recebido indicação ao Grammy Latino e era sensação em eventos evangélicos.

Um fenômeno que ecoava em rádios do Brasil e também em outros países latino-americanos, por suas diversas músicas gravadas em espanhol. Era a história de superação da criança que nasceu no município de Guajará Mirim, em Rondônia, enfrentou dificuldades ao se mudar para São Paulo em busca do sonho de viver da música e alcançou o sucesso.

Mas isso não era sinônimo de felicidade para ela. Em meio à pandemia de covid-19, com shows adiados e sem perspectiva sobre a retomada da rotina, passou uma fase que define como de "muita solitude", olhou para si e decidiu que não queria mais viver daquela forma.

"Precisei ficar a sós comigo mesma para provar a roupa que eu queria ou poder colocar o vestido que eu queria", diz à BBC News Brasil.

Nesse período, decidiu que precisava se conhecer melhor. O primeiro passo foi abandonar a música gospel, ela conta.

Fonte: BBC News Brasil em São Paulo








                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem