GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

TRANCA: PC prende policial penal e mãe de apenado, acusados de facilitarem a entrada de objetos proibidos no presídio de Guajará-Mirim

O agente estaria lotado no presídio masculino

A Operação Tranca foi desencadeada nesta segunda-feira (02) por policiais civis lotados em Guajará-Mirim (RO), onde um policial penal foi preso e a mãe de um apenado. O MAMORÉ obteve informações que a Polícia Civil  apurou o envolvimento da duplan a facilitação de objetos dentro da Casa de Detenção Masculina.

 

Investigações de crimes de prática de corrupção passiva e corrupção ativa de policiais penais lotados em Guajará-Mirim foram alvos dos agentes da Polícia Civil, que após denúncia a Justiça, foram expedidos mandados de busca e apreensão domiciliar de investigados. O delegado regional, Rogério Pereira dos Santos, acompanhado dos agentes do Serviço de Vigilância, Investigação e Captura (Sevic) cumpriram os mandados seguindo até um hotel onde reside a mulher de 50 anos, mãe de um apenado alojado no presídio masculino. No apartamento utilizado pela mulher não houve apreensão significativa, exceto o aparelho celular da mesma. 

Os agentes localizaram o policial penal F. H. R., de 49 anos, em frente a sua residência, este tentou reagir a prisão e foi contido. No quarto do policial penal foram encontrados 3 aparelhos celulares, um deles escondido abaixo do colchão da casa, outros 4 aparelhos também foram encontrados na sala da casa, dentro de gavetas e espalhados. O policial penal foi indagado sobre a existência de tantos aparelhos celulares na casa, ele disse que não lhes pertence. Foi encontrado 02 carregadores de celulares na cor branca e no quarto da casa havia uma bolsa do morador, dentro havia 01 carregador de arma de fogo, tipo pistola, totalizando 20 munições intactas de calibre 380, ele disse aos policiais civis possuir documentação, mas não apresentou. Ainda segundo a PC a ação foi acompanhada de uma advogada acionada pela esposa do policial penal.

 

Segundo a Polícia, as investigações apontam que o policial penal facilitava a entrada de objetos proibidos nas celas, como: tabaco, aparelhos celulares, serras e outros objetos, recebendo em troca pelos delitos. A mãe estaria envolvida nas negociações dos ilícitos. Ambos foram presos, conduzidos a Delegacia de Polícia Civil para que providências fossem tomadas. A Polícia Civil continuará com as investigações.

Fonte: O MAMORÉ








                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem