RO tem mais de 100 mil pessoas sem energia elétrica, aponta relatório. Guajará-Mirim é o município com maior exclusão

Dados são do relatório 2020 do Instituto de Energia e Meio Ambiente. Guajará-Mirim é a cidade de Rondônia com mais pessoas em exclusão elétrica.

Ausência do serviço de eletricidade atinge mais de 100 mil moradores de RO
 Mais de 107 mil pessoas ainda não têm acesso à rede de eletricidade em Rondônia, segundo um levantamento do Instituto de Energia e Meio Ambiente (Iema). Os dados apontam que o estado é o terceiro na lista dos que têm mais pessoas em situação de exclusão elétrica na Região Norte.

 

O número de habitantes sem energia elétrica corresponde a 6,1% da população do estado. Quase 40 mil potenciais consumidores estão em áreas remotas, segundo o Iema.

 

Os dois estados da região com mais pessoas nessa situação são Pará e Amazonas. Ao todo, a Amazônia tem 990 mil pessoas em exclusão elétrica.

 

Guajará-Mirim (RO) é o décimo município na lista dos que tem maior número de pessoas sem acesso à energia elétrica. São 21.356 moradores ser o serviço, conforme o relatório.

 

O documento lista as grandes distâncias, dificuldades logísticas e altos custos de instalação como obstáculos para a garantia do acesso formal ao serviço público de energia elétrica, tornando a Amazônia "a última fronteira do acesso à energia elétrica no Brasil".

 

"Nós aqui no Iema fizemos esse estudo baseado em dados georreferenciados oficiais. Dados por exemplo como usinas termelétricas, as posições das usinas no território da Amazônia, linhas de transmissão, onde essas linhas de transmissão ficam, escadas, que são vetores que dá pra correlacionar com linhas de transmissão e distribuição de eletricidade e onde as pessoas estão localizadas a partir do senso", disse Felipe Barcellos e Silva, pesquisador do Iema à Rede Amazônica.

 

O instituto destaca que a universalização da energia na região vai aumentar a qualidade de vida e permitir a refrigeração de vacinas e alimentos, a iluminação, o uso de computadores, o bombeamento de água, além da geração de renda por meio de inciativas de produção sustentável.

 

Em 2020, o Governo Federal lançou o programa Mais Luz para a Amazônia com vigência inicial até o fim de 2022 com objetivo de atender as comunidades remotas da região. O programa anterior, o Luz para Todos, fez 26.371 ligações no estado entre 2011 e 2018.

 

O Ministério de Minas e Energia informou que o Programa Mais Luz para a Amazônia iniciou as ligações neste ano, pois em 2020 diversas ações locais impossibilitaram o acesso das equipes, prejudicando inclusive o levantamento in loco da demanda e a elaboração dos projetos. Afirmou ainda que uma das obrigações das distribuidoras é exatamente a apresentação ao ministério da população a ser atendida em cada área de concessão.


Fonte: G1



Vagas abertas para a segunda turma de Enfermagem!

Polo Guajará-Mirim:

Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues

(69) 3541-5375


Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. Confira nossas redes sociais: 

Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem