GUAJARÁ-MIRIM Rondônia

Marinha vai apurar causas do acidente com embarcações que matou dois homens

 


A Marinha informou que vai abrir um inquérito para apurar as causas e circunstâncias do acidente envolvendo duas embarcações no rio Pacaás, em Guajará-Mirim, que tirou a vida de Antônio Soriano dos Santos Filho, de 45 anos, e Ecieli Borges de Amorim, 53 anos, na tarde desta quinta-feira (11). 


Após ser informada do acidente, imediatamente a Marinha enviou uma equipe de Busca e Salvamento da Agência Fluvial de Guajará-Mirim para o local. 


Será instaurado um inquérito a fim de apurar as causas, circunstâncias e possíveis responsáveis pelo acidente. Assim que concluído, e cumpridas as formalidades legais, o inquérito será encaminhado ao Tribunal Marítimo, que fará a devida distribuição e autuação, dando vista à Procuradoria Especial da Marinha, para que adote as medidas cabíveis. 


O acidente 
De acordo com informações, o piloto da embarcação que levava a prefeita de Guajará-Mirim e outros servidores municipais, relatou que navegava descendo o rio Pacaás Novos, e no momento que fazia uma curva, nas proximidades da Comunidade Graças à Deus, foi surpreendido pelo barco da Sedam, que seguia sentido contrário. 

O condutor disse que não foi possível evitar a colisão e o barco colidiu na lateral da embarcação da Sedam. Antônio Soriano e Eciele Borges morreram na hora. 

Além das vítimas fatais, estavam no barco da Sedam, outras duas pessoas, sendo que uma delas ficou ferida. 

O acidente aconteceu na zona rural do município de Guajará-Mirim. A embarcação onde estava à prefeita retornava da aldeia Santo André e com ela estariam dois vereadores indígenas do município.

Fonte: Rondoniagora








                                     Você encontra modelos dos tamanhos P ao EXG. 
Confira nossas redes sociais:  Facebook: M&M Modas  /   Instagram: mmmodasgm\


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem