Em Guajará-Mirim, no feriado e fim de semana, mulheres furiosas golpeiam homens


 Entre namorado, cunhado e ex, foram atingidos com golpes de faca e canivete por mulheres durante o feriado e final de semana no município de Guajará-Mirim/RO.

 

O primeiro caso ocorreu na noite do dia 25, sexta-feira, no bairro Jardim Esmeralda, quando o homem de 41 anos ingeria bebida alcoólica com seu irmão e sua cunhada, em dado momento iniciou uma discussão. A cunhada com uma faca desferiu um golpe na altura do ombro da vítima que foi socorrida pelos Bombeiros até o Pronto Atendimento do Hospital Regional Perpétuo Socorro, onde permaneceu sob cuidados médicos. A acusada fugiu e não foi localizada por policiais militares que atenderam e registraram o fato.

O segundo fato a namorada e um rapaz de 30 anos encontrava-se na residência de sua mãe, situada no centro do município, onde passou a véspera de natal com a namorada. Por volta de 04h da madrugada de sexta-feira, 25, ele permaneceu na casa da mãe reunidos com familiares e amigos, ela saiu e retornou por volta de 06h, deparando com o namorado conversando com uma amiga. Enciumada, a mulher pegou uma faca e desferiu um golpe acima do olho esquerdo da vítima, que desmaiou com a lesão e ao acordar a namorada já havia fugido. Bombeiros prestaram os primeiros socorros a vítima que permaneceu sob cuidados médicos no Hospital Regional. Policiais militares foram acionados e registraram o Boletim de Ocorrência, a acusada não foi localizada.

 

No sábado, 26, a noite, no bairro Próspero, a vítima de 26 anos relatou aos policiais militares que estava na residência de sua atual namorada quando chegou um carro parou, era a sua ex e uma amiga. A ex estava com a mão no bolso e foi em sua direção, enfurecida e com um canivete partiu em sua direção, a vítima correu e acabou escorregando, quando foi atingindo na perna do lado direito. Bombeiros socorreram a vítima até o Hospital, onde permaneceu sob cuidado médicos. Ainda de acordo com o Boletim de Ocorrência registrado pela PM, o homem teria terminado o relacionamento no dia anterior, a acusada fez ameaças e não aceitou o fim.

 

A delegada titular de Polícia Civil, Luana Luzia Mota Ximenes nos três casos acionou o Serviço de Investigação, Vigilância e Captura (Sevic) para diligenciar e intimar testemunhas e acusadas, também foram realizadas buscas para apreender os objetos cortantes utilizados nas lesões corporais contra as vítimas, homens.

 

Fonte: O MAMORÉ

Polo Guajará-Mirim:

Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues

(69) 3541-5375



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem